sábado, 26 de agosto de 2017

O Vale dos Mortos - Rodrigo de Oliveira #22

Rodrigo de Oliveira é um Escritor incrível, um gestor de TI e fã de ficção cientifica, dos clássicos do terror, em especial a obra de George Romero.
A série surgiu após um pesadelo tão real que, ao acordar, começou a escrever freneticamente, até concluir seu primeiro livro. Série de livros da “As Crônicas dos Mortos”.
The Walking Dead é sempre a referência quando se falamos em zombie, quando fiquei sabendo que existia um livro de apocalipse zombie aqui no Brasil, fiquei muito ansiosa para ler e saber se realmente era como todas as resenhas diziam, eu nunca ouvi tão bem de um livro.
A história que vocês vão ler aqui é muito surreal, no começo achei que não daria certo e que a história não iria se desenvolver num “apocalipse zombie” mesmo, mas o escritor mandou muito bem, criando situações incríveis e únicas. Tudo gira em torno de Estela, Ivan e seus dois filhos.
As coisas começam acontecer quando um absinto bem próximo a Terra, faz as pessoas entrarem em pânico, na família do Ivan ele e Estela agem um com o outro como se nada estivesse acontecendo, só depois de um tempo eles admitem um pro outro que quando a notícia do absinto tinha sido publicada eles tinham pensado em matar a família toda para não sofrer as consequências do que poderia acontecer.
Numa bela mãnha as coisas iriam mudar, estava uns 12ºC e a Estela resolveu colocar casacos nas crianças, logo a tarde a temperatura deu um pulo para quase 40ºC e então o pessoal resolveu tirar um dia de descanso, pensando até mesmo em ir para a praia mas no fim decidiram ir para um shopping, chegando lá foi difícil achar lugar porque estava realmente lotado, as pessoas estavam querendo ar-condicionado mas nem isso estava funcionando no shopping, era até mesmo mais quente lá dentro do que na rua. 
Estavam todos na praça de alimentação e do nada naquele calor terrível uma senhora caiu no chão desmaiada e todos pensaram ser pressão baixa por causa da intensidade da temperatura, e começou a se formar uma multidão e o Ivan e Estela não conseguiam enxergar nada claramente. Depois de uns minutos caiu outras pessoas, até que caíram quase 95% das pessoas que estavam no shopping.
 O Ivan e Estela ficaram paralisados por uns minutos, se perguntando oque estaria acontecendo, até que se tocaram que precisavam retirar as crianças daquele ambiente pois desconheciam oque estava acontecendo, o pior medo é não saber oque está acontecendo, é não ter conhecimento de uma coisa que não se pode controlar.
 Tentaram sair correndo mas estava muito difícil, até que pra tirar as crianças de lá tiveram que passar por cima de algumas pessoas, oque não gostaram muito mas no atual momento era questão de salvar as crianças daquela situação desconhecida.
E então aconteceu, quando eles estavam quase saindo de lá viraram para trás e viram a primeira pessoa que caiu no chão se levantando e quando olharam para o rosto da senhora, não existia vida, era vazio, os olhos dela estavam branco e não existe mais vida humana.
Quando de um segundo para o outro a senhora mordeu o seu próprio salvador, um senhor que tinha tentado acorda-lá, ela mordeu ele freneticamente, bem no pescoço e o Ivan e Estela surtaram vendo aquela cena, não sabiam oque estava acontecendo, só sabiam que era perigoso e podia machucar as crianças, pegaram as crianças com toda a pressa do mundo e saíram de lá.
Tinha inúmeras pessoas no chão e então eles resumiram que se as pessoas que levantassem do chão se tornariam seja lá oque aquela senhora tinha se tornado, apartir desse momento tudo mudou para eles e na vida deles, a questão agora não era ter uma vida normal, era sobreviver e manter as crianças vivas e protegidas.
É surpreendente como a história se desenvolve, pois o Ivan e Estela são perfeitos, são unidos, se amam e se protegem, Estela se tornou uma mulher muito forte e guerreira e o Ivan se tornou um líder nato para manter sua família viva.
Apesar de tudo a história querendo ou não fica americanizada, pois é como sempre tudo acontece tem um Líder e uma mulher forte do lado, mas contudo a história se torna única por causa do absinto e a forma que as coisas acontecem, a forma que o vírus se espalhou é surreal e isso torna as coisas interessantes e autênticas.
Uma visão científica que trás uma pergunta por trás disso, mas o livro é incrível, o mais incrível mesmo é que tudo é produzido no Brasil, cada cidade, cada shopping, isso trás um realismo e uma verdade profunda na história, oque torna melhor de ler, o realismo torna a história viva e possível, um possível bem distante mas fãs de apocalipse zombie sempre pensam nesta hipótese.
Nós vamos acompanhar todas as surpresas que esse mundo estranho vai propor a famíia do Ivan, vai surgir imprevistos, perigo de vida, a cada segundo que eles estiver sem abrigo, e mesmo que achem abrigo ainda assim não vão estar 100% seguros.
É muito interessante acompanhar a evolução da família, vamos ver um casal que se ama muito se tornar dois guerreiros que protegem seus filhos aconteça oque acontecer e isso é muito importante num apocalipse zombie, a família, a proteção, estar e cuidar de pessoas, porque dificilmente alguém sozinho sobrevive num apocalipse zombie ou algumas vezes é até melhor estar sozinho, porque pessoas podem atrapalhar, fazer barulho demais e isso chama a atenção dos zombies ou no mundo do absinto seja lá oque for.
A questão é que essa família aprendeu a se cuidar e aceitou essa nova realidade, e o desfecho da história é muito legal e vai te fazer ficar muito ansioso para ler o volume 2 da série “As Crônicas dos Mortos”.


NOTA DO RESENHISTA:
“Surpreendente é a palavra certa para meu sentimento com essa série de livros, é épico, é real, é interessante, é autêntico, dificilmente vamos encontrar livros assim que chamem tanto a atenção, o absinto com toda a certeza foi a parte que mais me instigou a querer ler a história e descobrir o porque de tudo, eu como conhecedora de zombies me apaixonei e pretendo ler toda a série das Crônicas dos Mortos, é muito bom, eu realmente recomendo se você quer um livro com ação, romance entre um casal guerreiro, terror, suspense e mais terror, Rodrigo de Oliveira me surpreendeu mesmo, já digo me tornei fã e minha nota é 11.0, merece muito ser compartilhado por todo o mundo e claro pelo nosso Brasil, SUPER RECOMENDO!”

EDITORA: Faro Editorial
PÁGINAS: 298
ESCRITOR: Rodrigo de Oliveira






Nenhum comentário:

Postar um comentário