quarta-feira, 27 de setembro de 2017

PRIMEIRAS IMPRESSÕES: EU SEMPRE FUI AZUL


Esta é a história de uma pessoa que foi forte demais, por muito tempo aguentou os socos que a vida lhe deu em silêncio, várias pessoas dizem que suicídio é sinal de fraqueza,  mas não é, pensa comigo é difícil segurar nas costas todos os problemas e ficar tentando salvar as pessoas, enquanto isso as pessoas só se afundam mais e isso te detona pessoalmente, foi assim para Paulo, o garoto de apenas 17 anos tinha que superar um problema gigantesco que acontecia frequentemente, seu pai era abusivo, e sua mãe era uma usuária de droga, trocava sexo por droga, muitas das vezes que fazia isso era quando Paulo ainda estava em casa, imagino o nojo e vergonha que ele sentia, um assunto tão delicado que eu no lugar de Paulo me sentiria um lixo e digo que ele até aguentou tempo demais, só não saberíamos que tudo iria ter outro rumo, nem mesmo Paulo imaginava.
O livro fala de suicídio de uma forma realista, de uma forma que quem já passou entende, depressão é uma doença complicada, ela pode ficar  amenizada por um tempo, mas ela sempre vai estar ali contigo e do nada as crises de pânico e depressão podem voltar, do nada tu pode sentir uma vontade tremenda de morrer e quando tu sentir isso se tu não quiser viver, tu não vai viver.
Os problemas que o Paulo passa muita gente passa, mas nem todos temos uma Alice na nossa vida para nos ajudar e nos impedir de cometer suicídio, no começo do livro temos a grande impressão de que Paulo não aguentaria e que realmente aconteceria um suicídio mas as coisas mudaram drasticamente.
Vocês também irão se surpreender assim como eu, quando li o motivo do livro ter este nome, isso tornou o livro único, interessante e completamente realístico, devemos  abrir os olhos para depressão é uma doença grave, e precisamos ajudar quem passa por isso, ajudar mesmo a pessoa não querendo ajuda, isso é ser humano, isso é ter coração, se importar com o próximo, se importar com uma vida.
Tive a honra de ler o livro antes de todos, me senti a pessoa mais honrada do mundo por ler uma obra de tamanha qualidade, não poderia deixar de citar aqui o grande escritor que Lorhan Rocha é,  com este seu segundo livro magnífico que você vai amar assim como eu amei, ele tem uma delicadeza e simplicidade para escrever que te faz ficar encantado, o realismo foi muito bem colocado e sei que este livro irá ganhar o mundo e o mundo irá ficar azul, todos nós iremos ficar azul depois de ler este livro, mergulhe nesta obra comigo, A PRÉ-VENDA COMEÇA EM OUTUBRO e vou trazer para vocês todas as noticias, aguardem ansiosos.
Nunca tinha lido um livro sobre depressão, achava até complicado ler algo sobre e também nunca me senti pronta para falar sobre isto, mas todos nós temos problemas e este livro me ajudou a enfrentar esses problemas, me ensinou a não ser uma Hannah Baker, este livro me ensinou que eu devo ser minha própria Alice Maravilha, eu devo ser a Alice Maravilha na vida de todos que precisam de ajuda.
Queria agradecer ao autor Lorhan por ter nos dado esta obra, a maior riqueza que podemos ter é um livro, fico muito grata e muito feliz porque as pessoas vão poder ler está obra e sentir o mesmo que eu senti, sentir amor, bondade, força e mudar o ponto de vista sobre quem somos e quem queremos ser.
Também queria agradecer a Editora Skull por ter sido tão querida com o Autor, por ter feito uma capa digna de aplausos infinitos, por ter feito um livro magnífico e vender uma obra que tem tudo para ser um Best-Seller, vocês precisam conhecer este livro. Obrigada Skull, Obrigada Lorhan.

Venha ficar azul comigo também!

Um comentário:

  1. Nossa, eu fui Azul aqui!
    Muito obrigado, fico feliz que tenha gostado do livro :D

    ResponderExcluir